Gestores da Casal discutem Plano de Ação Corporativo do PEG

Reunião ocorreu na sede do Crea-AL e definiu responsáveis e prazos para cada ação

Gestores discutiram metas do PEG e prazos para execução

Gestores discutiram metas do PEG e prazos para execução

Gestores da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) participaram, nesta quarta-feira (15), de uma reunião na qual o consultor Noaldo Dantas apresentou a consolidação geral do plano de ação corporativo, segundo as metas estabelecidas no Programa Estratégico de Gestão (PEG 2015-2018), para as Unidades de Negócio e de Serviço.

No encontro, realizado na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), em Maceió, também foram definidos os gestores responsáveis por cada meta e o prazo que terão para cumpri-las.

O vice-presidente de Gestão Operacional, Francisco Beltrão, que juntamente com o vice-presidente de Serviços de Engenharia, Osmar Lisboa, representou a Diretoria da empresa, destacou a nova fase vivida pela Companhia e a ampliação da capacidade de investimento.

“A cada um real que a Casal puder investir em seus serviços de saneamento, o governo do Estado vai investir mais um. Com isso, nossa meta é investir R$ 100 milhões na ampliação dos serviços no Estado, sendo metade oriunda da Companhia e metade do governo estadual”, ressaltou Francisco Beltrão.

Entre os itens apontados pelo consultor Noaldo Dantas, além da ampliação da cobertura de abastecimento de água e esgotamento sanitário nas áreas de concessão, há os seguintes: racionalizar despesas/custos, desenvolver programa de responsabilidade socioambiental, elaborar política de saneamento rural, melhorar a qualidade dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, desenvolver pessoas, consolidar o Programa de Prática de Segurança, Meio Ambiente e Saúde Ocupacional, implantar uma sistemática de gestão de conhecimento, qualificar a gestão, modernizar a TI e melhorar a articulação institucional.