Governo do Estado e Casal ampliam esgotamento sanitário de Maragogi

Ordem de serviço para início das obras será assinada nesta sexta-feira (14)

O governador Renan Filho e o presidente da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), Clécio Falcão, vão assinar nesta sexta-feira (14) a ordem de serviço para implantação de rede coletora de esgoto e recuperação da rede coletora existente no conjunto Adélia Lira, bem como a recuperação das estrutura físicas de quatro estações Elevatórias de Esgoto (ETE) em Maragogi. A solenidade de assinatura está prevista para as 10 horas, na praça da Juventude, próxima à praia central da cidade.

As obras e serviços vão absorver recursos da ordem de R$ 1 milhão e 200 mil, provenientes do Governo do Estado e da Companhia, devendo beneficiar uma população de aproximadamente 3 mil pessoas. O prazo de conclusão é de 180 dias. Serão implantados mais de três quilômetros de redes coletoras de esgoto e recuperada toda a rede de esgotamento sanitário existente no conjunto Adélia Lira.

Além de ampliar a cobertura de esgotamento sanitário de Maragogi, essas obras e serviços vão eliminar as ligações clandestinas de esgoto hoje existentes no conjunto Adélia Lira, dando destinação adequada aos efluentes, o que também vai reduzir os focos de poluição nas praias da cidade, com reflexos positivos para o turismo do município.

De acordo com Clécio Falcão, as obras e serviços de Maragogi integram o Plano de Investimentos da Casal para 2017, que contempla, também, as outras 76 cidades alagoanas operadas pela Companhia. Os recursos que serão investidos este ano na ampliação e revitalização dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário totalizam R$ 100 milhões, sendo R$ 50 milhões da Casal e R$ 50 milhões do Governo do Estado.