Obras da Casal em Piaçabuçu devem ser concluídas até o final do mês

Companhia investe com recursos próprios R$ 1,5 milhão para melhorias na cidade

Trecho do povoado Penedinho, zona rural de Piaçabuçu, onde foi instalada uma extensão da nova adutora

Trecho do povoado Penedinho, zona rural de Piaçabuçu, onde foi instalada uma extensão da nova adutora

As obras de instalação de uma nova estação de captação de água bruta e uma nova adutora, com seis quilômetros de extensão, em Piaçabuçu, devem ser concluídas até o final deste mês, segundo a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal).

A Casal está investindo cerca de R$ 1,5 milhão, com recursos próprios, para melhorar o abastecimento da cidade, que vem sofrendo os efeitos da redução da vazão do Rio São Francisco e do aumento da intrusão salina (aumento do nível de cloreto com a maré alta).

Quando as obras da captação e da adutora estiverem concluídas, a Companhia espera reduzir o tempo de parada do sistema em virtude da salinização. Atualmente, são feitas duas paradas diárias de quatro horas de duração cada uma delas justamente para evitar a captação de água com níveis elevados de cloreto.

A nova captação fica seis quilômetros distante da atual, ou seja, seis quilômetros rio acima, onde o efeito da intrusão salina é menor. Dessa forma, segundo técnicos da Superintendência de Engenharia (Sueng/VGE) da Casal, será possível manter o sistema funcionando por mais tempo, reduzindo ou, talvez, até eliminando as paradas. Com isso, haverá água suficiente sendo enviada para a Estação de Tratamento de Água (ETA) e consequentemente para a população.

A partir desta quinta-feira (7), a Companhia está disponibilizando um caminhão-pipa para reforçar o abastecimento do bairro Paciência, em Piaçabuçu, que é um dos mais afetados pelas paradas do sistema.

A Casal também ressalta que mantém a distribuição diária de água para Piaçabuçu, porém, em períodos restritos, e somente distribui água que esteja própria para consumo. A Companhia não distribui água salgada nem fora dos padrões determinados pelo Ministério da Saúde.